Como controlar a pirueta de acordo com as Leis da Física

Sabe aquele bailarino que faz um milhão de piruetas e ainda termina no balance de frente para o público? Sim… Aquele que você pensa “Não pode ser… esse vídeo foi editado” ou “Esse aí fez um pacto com o diabo”.

Continuar lendo


Por que alongar dói?

Um dos maiores problemas no treinamento de flexibilidade está relacionado com a dor que sentimos. Sempre temos aquela sensação de que sentimos mais ou menos dor que o nosso colega, ou que aquele aluno esta fazendo “drama”. Mas será que pessoas diferentes sentem dor de forma diferente?

Continuar lendo


Ensino da técnica do ballet clássico para adultos: Considerações – 16ª parte

Olá,

Finalizando a minha série sobre o trabalho na barra, nesta postagem o objetivo é refletir sobre o exercício do battement developpé.

Habitualmente chamado de developpé nas salas de aula de balé é, conforme a mestra Vaganova, um movimento de adágio e com tempo lento. Aragão e Caminada (2006, p. 142) traduzem a palavra developpé como desenvolvido, desdobrado.

Continuar lendo


Piercing, pode?

Esses dias a @heycaroldias perguntou no Instagram do Mundo Bailarinístico: “Bailarina pode usar piercing?” e a pergunta dela virou post!!! Mande também sua pergunta para eu responder por aqui 😉 Por enquanto vamos ficando com a resposta dela:
Em relação aos piercings, acredito que entrem na categoria acessórios, junto com os brincos, os anéis, os colares. É sabido que não é aconselhável que usemos jóias ou bijuterias na sala de aula, porque a pode machucar.

Continuar lendo


O que é um Cambré?

A pergunta de hoje foi da Giovanna Biondo:

O que é cambré Devant?

Continuar lendo


Fiz ballet quando eu era pequena, consigo voltar?

Essa é a pergunta de muitas leitoras do Blog e tenho certeza que muita gente que já fez ballet quando era criança tem essa mesma dúvida. A verdade mesmo é que todas têm a resposta dentro de si, no coração, só que muitas vezes tem medo de ouvir o SIM como resposta.

Continuar lendo


Ballet Adulto – Nunca fiz ballet na vida

“Nunca fiz Ballet na vida, mas sempre tive vontade de fazer, eu acho tão bonito”… Quantas e quantas vezes eu já ouvi essa frase em resposta quando eu digo que faço ballet! E a minha resposta sempre é: “E porque não vai fazer?” – O ballet para não crianças existe, está cheio de adeptos e adeptas incentivando, inspirando e mostrando que a o ballet não é só para crianças, o ballet é para quem quiser fazer!

Continuar lendo


Aquecimento para crianças

Algumas dicas para dar aquecimento para as pequenas. É importante para que não se machuquem durante os exercícios.
Um bom aquecimento é a melhor forma de começar uma aula. Durante a aula os músculos são utilizados, alongados, vai levantar a perna, curvar o corpo e antes de começar então é bom fazerem exercícios leves, que podem ser repetido 10 vezes.

Continuar lendo


Dança no frio – Cuidados especiais

Com a temperatura mais baixa, não podemos nos dar o luxo de ir para as aulas, mas é importante tomar alguns cuidados maiores em relação ao aquecimento, para evitar de se machucar.
Continuar lendo


3 DICAS IMPERDÍVEIS PARA SOLISTAS

Durante várias anos no qual participo da banca de jurados em diversos festivais, tenho certo de que é preciso mais do que a técnica deslumbrante para ter sucesso em competições nacionais e internacionais. Você também precisa de um excelente coach (treinador).

Continuar lendo


Ponteiras de silicone: cuide bem delas

Suas ponteiras de silicone podem ter “vida eterna”, se você cuidar delas com carinho <3

Como?

Fiz uma listinha de cuidados especiais:

Continuar lendo


Porque você não deve faltar às aulas e ensaios

Faltar nas aulas é tempo perdido! A vida é muita curta para faltarmos no ballet e nos ensaios.

Continuar lendo


Pare de duvidar de si mesmo

Já parou para pensar quantas vezes você não acredito em você mesmo? Cada vez que a gente pensa negativo, que não vamos conseguir é como se nos boicotássemos.

Continuar lendo


Em julho, Joinville se torna o principal palco da dança no país

35º Festival de Dança de Joinville traz estreia da Cia. Deborah Colker para Noite de Abertura.
Evento ocorre de 18 a 29 de julho, 12 dias que fazem de Joinville – a capital nacional da dança – o palco para personalidades artísticas e bailarinos de 17 estados brasileiros, do Distrito Federal e do Paraguai e Argentina

Continuar lendo


Meu sonho era ser bailarina

As manifestações culturais se expressam em diversas áreas como na música, no teatro, nos esportes e na dança. Historicamente a dança sempre se mostrou instrumento fundamental para a expressão de um povo, seja de forma religiosa, lúdica ou performática.

Continuar lendo


Ballet adulto – Comece sem medo

Esses dias uma aluna nova, adulta, que nunca fez ballet antes, entrou nas aulas e duas coisas me chamaram a atenção e me fizeram vir escrever esse post.

A primeira observação é a facilidade que ela teve em entender os movimentos, as posições, a colocação do corpo de uma maneira geral, seguindo o ritmo. E a segunda observação, é dessa que vou falar aqui: é a cara de medo dela!

Primeiro foi assistir a primeira aula, sem fazer, só olhar. Quando terminamos a aula eu perguntei se ela gostou e ela respondeu que sim mas que estava assustada. A turma está um pouco adiantada em relação a ela que é iniciante, mas por questões de horário e estrutura e nessa turma que ela teria que voltar e voltou! Eba! Ela ter voltado foi a primeira vitória do ballet.

Então ela está frequentando as aulas, mas com aquele olho esbugalhado, uma tensão que transparece em cada gesto. A questão é, medo de que? Não há o que temer! Primeiro porque, no ballet, assim como em qualquer situação que a gente possa estar com medo ou vergonha, aquilo é tão íntimo e as pessoas ao nosso redor não estão nem aí pra nada disso. Ninguém está nos julgando ou cobrando, além de nós mesmos.

Além disso, todo mundo ali naquela turma já passou por isso. As primeiras aulas, os primeiros passos, as primeiras dores e as descobertas. Todos sabem ou imaginam como está se sentindo em seus primeiros dias de aula.

Comece sem medo! Entregue-se!

Não ache que você não vai conseguir, que as coisas são intangíveis, pois não são.

Basta querer, prestar atenção, repetir, repetir, repetir, perguntar que vai sair!

Texto publicado originalmente no blog Mundo Bailarinístico


Esfriou? Aumentou a nossa necessidade de se aquecer antes das aulas

Com a queda da temperatura fica ainda mais essencial que façamos o aquecimento antes de começarmos as nossas aulas. O aquecimento previne lesões e garante ganhos progressivos nos exercícios que fazemos em seguida.

Mas como posso me aquecer?

Abaixo alguns exercícios que são bons para fazer durante o aquecimento:

Flex e ponta
Sentar com as costas retas e as pernas esticadas a frente.
Flexionar os pés para cima, isso ajudará na meia ponta e nos saltos.
Depois estique-os para baixo, inclinando peito e dedos dos pés, para fazer ponta.

Borboleta
Sentar-se com o pescoço e pernas eretas, juntar os pés e balançar. Vai ajudar no en dehors.
Depois mantendo a borboleta, levar os braços para o chão na frente do corpo, para alongar fortemente o quadril e costas. Cabeça no pé.

Andar pela sala
Caminhando pela sala de aula, pode aumentar e diminuir o ritmo da caminhada, quem sabe até correr.

Mexendo a cabeça
Exercitar as diversas maneiras de se colocar a cabeça: frente, atrás, para baixo, virada e inclinada.

Ombros
Movimentar os ombros juntos e separados para cima e para baixo e rotação.

Elevações
De frente para a barra, na sexta ou primeira posição, fazer elevações e relevés. Pode começar alternando um pé na meia ponta, depois o outro e por fim fazer com os 2.

Pliés
São sempre bem-vindos como aquecimento.

Você também pode utilizar polainas, perneiras, calças ou meias de lã para ajudar no aquecimento.

Texto publicado originalmente no blog Mundo Bailarinístico


Chegando cansado (a) das aulas? Dicas para relaxar

Quem não fica cansado com a rotina de aulas, ensaios + a nossa vida “normal”? Vamos vencer o cansaço e o estresse tentando relaxar quando chega das aulas.
Não vai demorar nada e vai fazer bem para renovar suas energias.

Respire

Preste atenção na sua respiração. Faça isso com calma. Para relaxar, você pode realizar uma série de respirações profundas e lentas.

Massageie-se

Faça uma pequena massagem para relaxar os músculos do pescoço, da nuca, dos ombros e principalmente nos pés e pernas. Com carinho.

Ouça uma música tranquila que você goste

Cuidado apenas para não por uma música muito agitada, lembre-se que o objetivo era relaxar.

Faça um lanche

Coma tranquilamente, sem pressa. De forma meditativa, mantendo-se consciente do sabor, de cada som produzido em sua boca e de todas as sensações vivenciadas nessa experiência.

Afaste-se do computador e do celular

O uso ininterrupto do computador está associado a manifestações de insônia, estresse e depressão.

Cuide de uma plantinha

As plantas não somente ajudam a limpar o ar que você respira, como também são capazes de acalmá-lo.

Relaxe os músculos progressivamente

Se você quer se acalmar rapidamente, experimente este exercício de relaxamento progressivo. Concentre sua atenção nos músculos dos pés. Contraia-os o máximo possível e, a seguir, relaxe-os. Repita o exercício em cada músculo do corpo, até mesmo os do rosto.

Medite

Não é necessário ir para o meio do nada para realizar uma boa meditação. Essa atividade pode ser realizada em qualquer momento ou lugar. Basta concentrar-se na respiração e atentar-se a tudo que se passa ao redor, sem deixar-se levar por qualquer estímulo específico.

São pequenas coisas que muitas vezes a gente que não tem tempo para fazer, mas encontramos tempo para outras coisas… Relaxar é uma delícia!

Vai se sentir sempre pronto para outra aula!

Texto publicado originalmente no blog Mundo Bailarinístico