Nora Esteves será a primeira brasileira no júri do prêmio Benois de La Danse, o “Oscar da dança”.

Primeira bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Nora Esteves, foi convidada para compor o grupo de jurados do Prêmio Benois de la Danse. É a primeira vez que um brasileiro compõe o seleto grupo de jurados que escolhe os melhores bailarino, bailarina e coreógrafo do ano. O júri internacional é composto por personalidades importantes do mundo da dança, como diretores de companhias, coreógrafos, estrelas do ballet e pedagogos na área. Indicada por Luigi Bonino, a decisão de incluir Nora no júri foi da Diretora Artística da premiação Nina Loory após avaliar que em 30 anos da história do Benois de La Danse, nenhum brasileiro havia composto a banca avaliadora.  

“Fiquei muito feliz e honrada com o convite! Serei a primeira brasileira a fazer parte do júri. Neste momento da minha vida profissional foi um prêmio! Esse convite veio coroar a minha carreira, é um sentimento de reconhecimento, muito bom! Estou entusiasmada, agradecida, vibrando em conhecer o Bolshoi e a Rússia.” comentou Nora Esteves. A premiação ocorrerá nos dias 5 e 6 de junho, no palco do Teatro Bolshoi em Moscou (Rússia). 

SOBRE O BENOIS DE LA DANSE

O Prêmio Benois de la Danse foi fundado em 1991 em Moscou, pela Associação Internacional de Dança com a chancela da UNESCO. Desde então acontece todos os anos próximo do dia 29 de abril, Dia Internacional da Dança, no Teatro Bolshoi. 

O objetivo da premiação é honrar os eventos extraordinários no mundo da dança, tanto no ballet clássico quanto nas produções modernas e contemporâneas, por isso, também é conhecido como “o Oscar da dança”. O coreógrafo Yuri Grigorovich, presidente do Júri Internacional e um dos Diretores Artísticos do Prêmio, descreve que o prêmio apresenta um panorama da dança ao público.

Outros brasileiros já foram contemplados com o prêmio, Marcelo Gomes ganhou o título de melhor bailarino em 2008 e Márcia Haydée foi homenageada no ano passado pela sua trajetória como bailarina, coreografa e diretora artística.

SOBRE NORA ESTEVES

Nora Esteves é bailarina e professora. Iniciou os estudos em dança clássica aos 8 anos, com Tatiana Leskova ao mesmo tempo que estudava na Escola de Danças Clássicas do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, atual Escola Estadual de Dança Maria Olenewa. Destacou-se ao concluir o curso de formação dois anos antes do período habitual. Aos 14 anos, ingressou no corpo de baile do Ballet do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, no qual atuou por três anos.

Em 1965, por iniciativa do coreógrafo estadunidense William Dollar, atuou em solos de Combate e Bolero e no pas de deux de Divertimento. Recebeu grande destaque pelas apresentações e com isso obteve uma bolsa de estudos para o Joffrey Ballet (Nova York). Ao retornar ao país, integrou na Companhia Brasileira de Ballet até 1968. Entre 1970 e 1974, voltou a atuar no Ballet do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, participando de montagens do argentino Oscar Araiz e do russo George Skibine. Entre 1975 e 1979, dançou em diversas companhias da Europa até sua reestreia no Ballet do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, mas, em 1981, um acidente durante uma apresentação de Coppelia interrompeu sua carreira por três anos. Nos anos 1980, recebeu o Golfinho de Ouro (1984), em dança, prêmio do governo do Rio de Janeiro, e foi destaque na montagem Floresta Amazônica, de Dalal Achcar. Na década seguinte, atuou em O Lago dos Cisnes, participou da turnê de Imagens Musicais, de Dalal Achcar, e lançou o vídeo Nora Esteves In Foco. 

Desde os anos 2009, dedica-se mais ao ensino da dança clássica, ensinando no Centro de Movimento, na Companhia de Dança Deborah Colker e para o corpo de baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.


Comentários

I LOVE ANA BOTAFOGO
I LOVE ANA BOTAFOGO

Só love, só love. Um dos maiores blogs de dança do país inspirado pela maior bailarina do Brasil.